29 de maio de 2012

De onde vem tantos impostos e para que servem?

Qualquer mudança social tem que partir da escola.
"É mais que direito de todo cidadão saber para que está contribuindo para o Estado..."

        Essa é uma pergunta que poucos sabem responder, porém em algumas escolas de ensino fundamental e médio de Santa Maria já se trabalha com projetos que abordam essa temática. É o caso do Programa Municipal de Educação Fiscal, aprovado em 2002, através da lei nº 11.930/03, que tem como intuito a conscientização de jovens e crianças de que todos os serviços que utilizamos, inclusive os chamados “públicos”, somos nós que pagamos, através dos impostos. A partir dessa concepção os professores procuram orientar aos alunos sobre a aplicação dos tributos, que retornam para as comunidades através de melhorias.
      O projeto que completou 10 anos abrange crianças da primeira à oitava série, e também do ensino médio. Sendo um dos pioneiros na cidade, a Escola Vicente Farencena, no bairro Camobi é parceira nessa iniciativa. Segundo Beatriz Vissotto, coordenadora do Projeto na escola: - “O trabalho iniciou-se com historinhas e jogos lúdicos, que além de incentivar o jovem a pensar, também o estimula a analisar as questões dos tributos fiscais, porém hoje o projeto tem muita resistência de alguns educadores o que impossibilita de seguir suas atividades.” Ela ressalta ainda que, “Qualquer mudança social tem que partir da escola”.
Crianças da Escola Vicente Farencena em sala de aula, com as cartilhas. 
        O que muitos professores alegam é não ter preparo para falar sobre essas questões para seus alunos, porém a Receita Federal disponibiliza o curso de Disseminador, no qual Beatriz é a tutora aqui na unidade de Santa Maria, o curso é gratuito e aberto a comunidade que tiver interessada em ampliar seus conhecimentos na área de tributos fiscais.
       Para complementar os trabalhos em sala de aula, foi elaborada uma Cartilha pelos alunos da escola, onde foram desenvolvidas atividades e almanaques para que facilitasse o entendimento do tema. Para tornar mais atrativo, e despertar o interesse das crianças, vários concursos culturais foram feitos como, por exemplo, a escolha do mascote, slogan do projeto, e a realização de exercícios que integrariam a cartilha. Outros livros didáticos e até o próprio site da Receita Federal são fontes utilizadas pelos educadores para trabalhar em sala de aula.
       O que certamente está faltando é o engajamento dos profissionais da área educacional e principalmente a divulgação desse projeto e de muitos outros que são apenas idealizados. Esse tipo de trabalho é de fundamental importância, porque além do ensino tradicional, busca educar e formar o pequeno cidadão, capacitado-o a exercer o seu papel no contexto social.


Kelem Freitas Duarte
Santa Maria,25 de maio de 2012.
Matéria escrita para a disciplina de Técnicas de Redação e  Apuração Jornalística

28 de maio de 2012

A farsa no futebol italiano

        A seção de esportes do Prefácio muda um pouco o foco no post de hoje. Deixamos de lado o Campeonato Brasileiro para falar de futebol internacional. A manipulação de resultados no futebol italiano teve como consequência, nesta segunda feira, a prisão de 19 pessoas, sendo 10 jogadores 'profissionais'. Segundo as investigações, a rede criminosa está sediada em Cingapura e teria influenciado vários resultados em competições internacionais.
          Entre os investigados estão o técnico da Juventus -atual campeã do Italiano- Antonio Conte, que na época em que treinava o Siena teria sido conivente com a manipulação de um resultado (o técnico foi denunciado por um ex-jogador seu), e o lateral Domenico Criscito, que foi afastado da seleção italiana, onde treinava para a Eurocopa.

                                 Conte, Criscito e Mauri (capitão da Lazio, um dos jogadores presos)
                                  Fotos: Getty Images, AFP

26 de maio de 2012

Querida, esse é mesmo o fim?

      Decidi fazer uma experiência em meu post e estou torcendo para que ela ajude ainda mais na divulgação do blog em outros países.Fiz esse poema quando eu estava em uma espécie de transe e a raiva e a frustração atuaram de forma significativa.Espero que apreciem o meu mais novo "protesto".


Querida, esse é mesmo o fim?


Mais um capítulo em minha vida chegou ao final
Foi tão rápido e tão intenso, mas seu término não foi nada original
A vida nunca é como queremos
Cada experiência vivenciada nos marca, não há como esquecermos
Querida, esse é mesmo o fim?
Olhe em meus olhos e confesse que você sempre quis que fosse assim

Olho para o céu escuro e frio da noite e lembro dos primeiros momentos
Acredite, não guardo ressentimentos
Mas aquele vazio em meu coração voltou e há muito eu não o sentia
Você sempre soube, é o que dizia
Embora eu tenha jurado sobre o verdadeiro significado de amor
Agora não me interessa, sei que minhas palavras nunca tiveram valor

Álvares de Azevedo, ele sabia bem certo sobre esse tipo de história
Dylan já havia dito que não há nela nenhuma glória
E aqui estou com o mundo na mão, sem você no coração
De que me adianta querer ser o melhor se cada vez me sinto pior?
Querida, esse é mesmo o fim?
Não me olhe mais nos olhos, apenas confesse que você sempre quis que fosse assim

Esquecerei todos os planos, esquecerei que você foi perfeita
Espero que esteja realmente satisfeita
Só não esquecerei aquela noite sem estrelas, com a melodia mais melancólica do mundo
Em que sua frase cravou em meu peito até o fundo
Essa é a morte de nossos momentos, acho que eles foram só meus
Até qualquer dia, mas por enquanto...adeus...

        Well, I decided to make a new experience with my posts and I hope that it works to divulge our blog to others countries.When I wrote this poem I was with rage and frustration.I hope you enjoy my new "protest".

Honey, this is really the end?

One more chapter of my life is over
It was so fast and so intense, but your end wasn’t original
The life is not as we want
Each lived experience signalize us, and we can’t forget it
Honey, this is really the end?
Look into my eyes and confess that you’ve always wanted it in that way

I look to the dark and cold sky and I remember our first moments
Believe, I don’t hold grudges
But that void in my heart is back and there’s much time I didn’t feel
You ever knew, what you said
Although I have sworn about the true meaning of love
I don’t care no more, I know my words never had any value

Álvares de Azevedo, he knew very well about this kind of story
Dylan already have said that there’s no glory to her
And I’m with the world in my head, and you are out of my heart
What’s the point being the best if I feel each time worst?
Honey, this is really the end?
Don’t look more into my eyes, confess that you’ve always wanted it in that way

I will forget all my plans, and I will forget that you were perfect
I hope you are satisfied
I won’t forget that night without stars, with the most melancholic melody of the world
When your words sank deep into my chest
That was the death of your moments, I think they were just mine
Until someday someway, but for now goodbye…

Eduardo Molinar

New Guy?!

HO,HO,HO. Mais um sábado e com ele,mais um programa. 
Se existe algo de novo em quem produz? Nãooooooo.
E um quadro novo? Sempre há. 
Então,comigo neste vídeo,My doll. O adorado brow do povo,Mano Chsay.


Beijoos,galera e se divirtam!
Assinado a futura governante do pais,Arianne TeLima. =) YEAH MAN

Spray no preconceito

         O grafite nasceu em Nova Iorque- Estados Unidos, em 1970, mas há registros dessa manifestação artística desde o Império Romano. A pesar de muito confundido com a pichação, ato de vandalismo, o grafite é a arte de rua, do movimento hip-hop, forma de expressão contra a opressão, difundida pelas periferias.
           Muitas polêmicas giram em torno desse movimento artístico, pois de um lado o grafite é desempenhado com qualidade artística, e do outro não passa de poluição visual e vandalismo. A pichação ou vandalismo é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, monumentos e vias públicas. Os materiais utilizados pelos grafiteiros vão desde tradicionais latas de spray até o látex.
         Os brasileiros são considerados os melhores grafiteiros do mundo. Recentemente, um castelo Escocês foi grafitado por brasileiros, na tentativa de que a marcante mudança estética atraísse a mídia e quebrasse os preconceitos com essa manifestação artística urbana.
        Em Santa Maria, algumas escolas aderiram à arte do grafitismo nos muros externos, além de reduzir as pichações contribui para um ambiente mais alegre e bonito. Os grafiteiros afirmam que os pichadores respeitam e admiram as grafitagens.
        Caminhar pelas agitadas ruas e deparar-se com pura explosão de cores e emoções é uma maneira singela e gratuita de quebrar o frenético ritmo da cidade.



                                                                                                                      Francys Albrecht

25 de maio de 2012

Será que eles existem?

Em meio a uma semana corrida e marcada por trabalhos, apenas deixo uma mensagem de um dos livros que todos deviam ler. Uma ótima semana a todos!
Beijos!

21 de maio de 2012

A estreia da dupla GRENAL no Brasileirão

Uma velha personagem, que faz parte do futebol gaúcho, entrou em ação logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. A velha gangorra GRENAL deu as caras pelo estado.

  • O Grêmio estreou no Rio de Janeiro jogando contra o Vasco. A partida teve direito a defesa de pênalti, gol anulado e derrota do time que mostrou superioridade em campo. 

Após a derrota, o Grêmio volta o foco para a Copa do Brasil. Na próxima quinta, no Olímpico acontece o jogo de volta contra o Bahia. Lembrando que o tricolor gaúcho venceu a primeira partida por 2 a 1 e pode até perder por 1 a 0 que garante a classificação.

  • Já no Estádio Beira Rio a história foi bem diferente. Com o destaque de Damião, o colorado estreou com uma boa vitória sobre o Coritiba.

20 de maio de 2012

Mais um protesto invisível

Considere um protesto, uma reclamação, um absurdo, o que quiser.Cada um constrói significados diferentes para essas palavras, mas ninguém muda um sentimento verdadeiro.

Mais um protesto invisível

Me sinto deprimido com essa falta de perspectiva
As pessoas me dão raiva
Procuro por algo para me distrair e esquecer de tudo
Os acordes que faço em meu violão são de protesto
Contra o indivíduo, contra a falsa arte iluminada ou meus pensamentos
Contra qualquer coisa

Peço que meus dias passem rapidamente quando não estou com ela
Essa moça fala o meu idioma e ocupa meus sonhos
Não vale a pena viver cada segundo
Se ela não está ao meu lado
A raiva toma conta dos meus gestos
E fico (a)guardando até vê-la novamente

Tenho protestado contra o que me obrigam a viver
Preferem se enganar com a mentira do que encarar a realidade
Preferem comprar anéis de diamante do que ouvir um apelo
Nossas crianças estão cada vez mais tolas
E nossos adultos estão cada vez mais contraditórios
Não há mais futuro nas antigas certezas

Aquela moça me pede calma, pois posso não agüentar
Ela é sábia e me quer bem
A cada olhar diferente ela entende o que está acontecendo
Minhas questões não são apenas minhas
Ela sempre me entende e me dá a mão
É como aquele sonho em que alguém quer te salvar...



Eduardo Molinar

O contrário vale muito

           Essa não é a capa oficial do disco de 1969, Abbey Road, da eterna banda The Beatles. Mas sim, a foto chamada de "Lado B" que vai a leilão no dia 22 de maio. A fotografia pode ser arrecadada por 9 mil libras esterlinas, no valor aproximado de 30 mil reais.
          O fato de custar tanto assim é de que, na famosa foto conhecida por muitos e que já foi reproduzida várias vezes, os Beatles estão atravessando a rua, que tem o nome de origem do álbum, do lado direito para o esquerdo. Além de atravessarem no sentido contrário, há também o detalhe de Paul McCartney estar usando chinelos, pois na foto original ele está de pés descalços.
            Então, entre as duas fotos, qual é a melhor? Quanto você daria pela foto "Lado B"? Deem seus lances!

18 de maio de 2012

É isso mesmo, produção?

       Esse vídeo marotinho e vibrando, foi escolhido para este sábado. Se trata da melhor interpretação da musica Pais e filhos do Legião Urbana.
Curtam e cantem ao som desta nova versão.
          Dedicado a colunista Fran Albrecht, pelo seu desempenho vocal semelhante ao do cara do video. =) USHUAHSUAHSUAHSUHAUS

É bom trabalhar com você!
Beijoos, bom sábado e VOLTEM SEMPRE!

CAMBIO DESLIGO.

Free Hugs?



17 de maio de 2012

15 de maio de 2012

En el cielo...

Hoje quando estava dando uma folguinha nos estudos da Veneza fui ler jornal, on-line mesmo, e chego a conclusão de que seja no país que for os jornais sempre abordam as mesmas notícias viciadas e manjadas, porém na busca de algo novo é que achei uma matéria bem interessante sobre os lugares que tem o céu mais lindo de ser observado a noite...

É isso mesmo, foi a UNESCO e a Organização Mundial de Turismo que criaram o projeto Starligth.  Ele contempla os lugares, com uma espécie de certificado, que reúnem as melhores vistas noturnas já vistas em todo o planeta. E a maioria deles fica na Europa, em especial na Espanha, são paisagens lindíssimas e parecem até surreais.  Segundo o Jornal Espanhol El País:

"Una Reserva Starlight es 'un espacio en donde se establece un compromiso por la defensa de la calidad del cielo nocturno y de los diferentes valores asociados, ya sean culturales, científicos, astronómicos, paisajísticos o naturales'."

Confira algumas imagens desses lugares escolhidos pelo projeito STARLIGHT.
Nuestra galaxia desde Las Cañadas del Teide (Tenerife, España). / Juan Carlos Casado /

Constelaciones de verano en Monfragüe (Cáceres), desde el castillo. / Juan Carlos Casado /Twanight.org
La Vía Láctea en la isla canaria de La Palma / Sebastian Johnke / Twanight.org
Para ver a reportagem completa e outros lugares além desse acesse esse link: http://blogs.elpais.com/viajero-astuto/2012/05/los-mejores-sitios-para-ver-estrellas-.html

Fonte: El país , Espanha.

14 de maio de 2012

Uma conversa com Humberto Trezzi

               No dia 03 de maio (quinta-feira) de 2012, o jornalista da Zero Hora, Humberto Trezzi,  palestrou ao curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Santa Maria e contou suas experiências como repórter internacional cobrindo a guerra da Líbia e suas reportagens nas favelas do Rio de Janeiro. Após o término da palestra, Humberto concedeu uma breve entrevista ao blog Prefácio. Ao ser questionado sobre a sua visão a respeito das redes sociais ele responde:

             “Redes sociais são importantes hoje em dia, mas há muita difamação nelas. Embora sirvam como pauta para os jornalistas, não devem ser vistas como jornalismo em seu verdadeiro sentido.”


         A respeito das forças internacionais que se aliaram aos rebeldes da Líbia e comparei ao que aconteceu na guerra do Iraque ele afirma que:


          “O que aconteceu na Líbia foi diferente. No Iraque tivemos uma ocupação por parte das forças estrangeiras e isso foi um erro político cometido pela OTAN e pela ONU. Na Líbia houve ajuda por parte da OTAN, mas apenas enviando armamento aos rebeldes, o que foi providencial para sua vitória pois, sem essa ajuda, não teriam vencido o conflito. Mas eles não deixaram a OTAN intervir diretamente no conflito porque viram o que aconteceu em outras guerras em que houve essa intervenção e o objetivo era vencer com suas forças, sem depender diretamente de forças de ocupação.”


             Por último fiz uma pergunta sobre o Comando Vermelho (citado durante a palestra) e o seu criador, William da Silva Lima, “o professor”. Questionei sobre a situação de William e porque ele e os outros que ajudaram a criar o grupo não estavam mais na liderança. 

                 “William atualmente está preso e a maioria dos primeiros chefes que o Comando teve na época de sua criação estão mortos. Mesmo assim, eles “desistiram” da liderança porque o Comando Vermelho virou uma facção sem um projeto político. No início havia um sentimento de união no grupo e ele foi se perdendo a medida que a facção começou com o tráfico de drogas.Não havia mais sentido para eles continuarem atuando no Comando Vermelho.”

                               Humberto Trezzi que é referência no jornalismo em coberturas de guerra e pela sua atuação profissional também fala sobre a importância do diploma e da formação em Comunicação Social.

”A experiência acadêmica é, sem dúvida, essencial para qualquer um que deseja seguir a carreira de jornalista.”





“Jornalistas humanizam os confrontos. No entanto, cobrem apenas um lado da guerra.” (Humberto Trezzi)



Agradecimentos especiais a Gabriel Rovadoschi(o "Douglas") por participar como fotógrafo.




Eduardo Molinar

13 de maio de 2012

Yeaaaaaahhhhh! It's a party in Favelen!

Nossos colunistas Francys Albrecht, Lola Spencer,Eduardo Molinar,Paula Mattos e o um convidado,Leonardo Cortes criaram uma verdadeira festa na laje do Eduardo Simioni. Vejam o que rolou!

Beijoos e abraços a todos!
Da Grande e Unica 
Arianne TeLima ^-^

Comentem!

Simplesmente MÃE!

Aproveitando essa data tão importante, já que não fui agraciada com o dom de escrever bem, peço emprestada as palavras de Fabrício Carpinejar que muito bem soube em suas palavras transcrever exatamente o sentimento que nós Prefaceiros sentimos por nossas "mamis"...

Mãe acredita na nossa mentira mesmo sabendo que não é verdade.
Mãe é a única pessoa que nos telefona antes das 8h. Aliás, mãe telefona quando não precisa, telefona para não falar nada.
Mãe sempre alcança o que deseja dizendo que é bom para gente.
Mãe aprende com os filhos, mas acerta mesmo com os netos.
Mãe conserva eternamente o cheiro de hipoglós entre os dedos.
Mãe consulta a opinião do pai para fazer tudo diferente.
Mãe é competitiva na alegria e na tristeza. Não aceita que alguém seja melhor do que ela. Nem que alguém seja pior do que ela.
Mãe não pede desculpa, pede licença para chorar. Vai chorar sempre que você gritar com ela. Vai chorar sempre que você não responder para ela. Vai chorar de qualquer jeito.
Mãe é nosso Pen Drive: não consegue colocar fora nem o rascunho do nosso desenho da 2ª série.
Mãe espalha notícia sobre a nossa vida antes da confirmação e depois alega que não entende como todo mundo já descobriu.
Mãe questiona o que queremos para apoiar no final. Condena primeiro para perdoar em seguida.
Mãe tenta evitar ciúme criando segredos entre os irmãos.
Mãe constrange com abraços e beijos e apelidos fofos e sonha andar de mãos dadas na rua com o filho na frente de todos.
Mãe reclama do filho para o filho e elogia o filho para os outros.
Quando alguém parabeniza sua criança, a mãe agradece como se fosse para ela.
Mãe não desmancha o quarto do filho adulto esperando que ele volte para casa.


















Mãe nunca tem razão, ela é nossa razão  para viver.    Fabrício Carpinejar 

12 de maio de 2012

Olá, vida!

''Ela chegou e disse:
- Venha!
Eu fui. Não titubeei.
Ela falou:
- Corra!
Eu corri. Não parei.
Ela segurou minha mão e sussurrou:
- Viva!
Eu renasci.
Ela disse:
-Adeus!
Eu chorei.
Ela voltou e disse:
-Olá!
Não respondi.
Ela perguntou:
- O que houve?
Ignorei.
Ela gritou:
- Desculpa!
Não ouvi.

A vida voltou. Não fui. Não corri. Não renasci. Chorei, nem disse adeus!''

(Francys Albrecht)
Dica de música:
                                                                                   

11 de maio de 2012

Tim Burton e Johnny Depp juntos pela oitava vez em "Dark Shadows"

   Hoje, 11 de maio de 2012, é a estreia nos Estados Unidos de "Dark Shadows", o novo filme dirigido por Tim Burton. No Brasil o filme só estreia em 22 de junho, e vale a dica pra quem conhece e pra quem ainda não conhece o trabalho do diretor. Tim Burton é um cineasta norte-americano conhecido por seus filmes de visual fantástico e sombrio, mas ainda mais por suas parcerias com o ator Johnny Depp. 
   O primeiro filme de Burton com a participação de Depp foi "Edward Mãos-de-Tesoura" (Edward Scissorhands), além de "Ed Wood", "A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça" (Sleepy Hollow), "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (Charlie and the Chocolate Factory), "A Noiva Cadáver" (Corpse Bride), "Sweeney Todd" e "Alice no País das Maravilhas" (Alice in Wonderland).  "Dark Shadows", ou Sombras da Noite, é a oitava parceria entre Tim e Johnny. E não por acaso: os dois não hesitam em dizer em entrevistas que a temática dos filmes os atrai e acabou por aproximá-los.
   Pra quem ainda não conhece, aqui vai um curta-metragem de Tim Burton (que eu adoro), de 1982:
   Voltando a "Dark Shadows": o filme é baseado na série de TV homônima que foi ao ar nos Estados Unidos entre 1966 e 1971. Conta a história de uma mudança repentina na vida da família Collins: um antepassado que, literalmente, saiu do caixão sem explicação aparente. Tal pessoa, interpretada por Johnny Depp, é o vampiro Barnabas Collins, vítima da maldição de uma bruxa há quase dois séculos.
   Trailer:
   O filme parece ser bastante engraçado - o típico humor negro e obscuro de Tim Burton. Acredito que seja um bom filme, que lembre os trabalhos mais antigos do diretor. Além desse, há ainda dois filmes seus com estreia prevista para os próximos meses, mas deixo a dica dos filmes já feitos. Os filmes de Tim Burton são peculiares e merecem atenção, com ou sem a participação de Depp.
   Espero que quem não conheça aprecie o trabalho de Tim Burton e, quem já o faz, espere ansioso, como eu, pela estreia de "Dark Shadows" em 22 de junho!

Adieu,
Laura.

10 de maio de 2012

Eleições nos EUA

                     Em novembro ocorrerão as eleições presidenciais nos Estados Unidos. Entre os principais pré-candidatos, estão Barack Obama, atual presidente, e Mitt Romney, ex-governador do estado de Massachusetts (2002-2007).
               Na última quarta-feira (9 de maio), Barack Obama fez uma declaração histórica, onde se diz a favor do casamento gay. Em seu site, encontra-se a frase "Same-sex couples should be able to get married." (As pessoas do mesmo sexo devem poder se casar.), dita pelo presidente. Em sua última campanha eleitoral, Obama se dizia contra o casamento gay, mas a favor da união estável. O presidente afirmava que a sua opinião sobre o assunto ainda estava em "desenvolvimento" e, agora, se concretizou. Até agora, Obama tinha adotado uma atitude ambígua sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo. A seis meses das eleições, ele se torna o primeiro presidente dos Estados Unidos a se declarar favorável ao casamento gay.
               Este é um tópico que pode decidir as eleições desse ano, pois, Mitt Romney, principal concorrente de Barack, afirmou a oposição ao casamento homossexual. Romney, cuja indicação como candidato está prevista para agosto, disse a uma emissora de TV local que "não era a favor, nem do casamento entre pessoas do mesmo sexo, nem das uniões civis que diferem do casamento pelo nome".
               Segundo a ONG Human Rights Campaign, em 2004, emendas contra o casamento gay costumavam contar com uma base de apoio que ultrapassava 70% dos eleitores. Quatro anos depois, esse apoio caiu para 50%. A ONG afirma que "o apoio a emendas proibindo casais comprometidos, do mesmo sexo, de se casar tem diminuído nos últimos anos, enquanto o apoio para a igualdade no casamento continua a aumentar em termos nacionais."

   Doug

9 de maio de 2012

Borboletas no estômago.


Borboletas no estômago.

Considero sábia a expressão “borboletas no estômago!”. Eu, há muito tempo, não sentia isso. Hoje, porém, sinto, contrariando a opinião de amigas, que dizem que meu coração é de pedra.

Não me considero calejada quando o quesito é amor. Tenho certeza que não sou, apenas penso que ajo certo ao não me curvar diante de todas as ordens ditadas pelo meu coração.

Bem que eu tentei, muitas vezes, ser mais flexível com assuntos românticos, mas as peças nunca se encaixavam e assim partia do zero novamente. Sempre esperando que desse certo na próxima rodada...

E não é que dessa vez as peças se encaixaram e não perdi a vez no jogo?! Algo me fez despertar. Ou melhor, alguém! Eu senti borboletas na minha barriga, meu coração acelerou e eu senti minhas bochechas pegando fogo.

Não preciso estar perto pra saber se gosto. O simples fato de gostar já me completa. O cheiro, o gosto e toque sempre serão importantes. 
Mas as lembranças do sorriso e do olhar ninguém apagará...



                                                                                                    Frã  Campestrini.

7 de maio de 2012

FUTEBOL: O que rolou na semana

     Olá pessoas! Nesse post, o Prefácio traz os acontecimentos da dupla GRE-NAL durante a semana.

     ** Na quarta (02/05) o Grêmio venceu fora de casa. Jogando contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, o Tricolor  ganhou por 2x0. Placar importante, pra uma competição como essa, que valoriza os gols feitos fora de casa. Confere no vídeo, os melhores momentos do jogo (destaque pro golaço de Marco Antonio, o segundo da vitória gremista).
     **O jogo de volta é na próxima quarta, no Estadio Olímpico.

     **Atenção tricolores: O Grêmio anunciou a contratação do meia Zé Roberto, que estava no Al Gharafa, do Qatar.
       * Já no fim de semana, no Estádio Centenário em Caxias, aconteceu o primeiro jogo da final do Gauchão. Contra o desacreditado Caxias (que fez um péssimo segundo turno) o Internacional era o favorito. No entanto, quem abriu o placar, foi o time da serra. Aos 43 do primeiro tempo, Mateus (aquele do ''Só bate quem erra.'') foi o autor do gol. Aos 11 minutos do segundo tempo, apareceu o grande destaque do jogo. O meia colorado Oscar foi o assunto da semana, ao ter seu nome publicado no BID quando então foi liberado para atuar na final do Gauchão. Após lançamento de Jajá, Oscar empatou para o colorado. Na comemoração, o desabafo em forma de lágrimas.
                                         Foto: Alexandre Lops
Os gols:
    **A grande final acontece no próximo domingo, no Estádio Beira-Rio.

    **Atenção colorados: O São Paulo entrou com recurso no Tribunal Superior do Trabalho, afim de anular a antiga decisão, que permitiu que o Oscar voltasse ao Internacional. Na próxima quinta, o Inter enfrenta o Fluminense pela Libertadores, e a presença de Oscar no jogo agora é questionada. Pelo visto, o meia continuará sendo o assunto nos próximos dias.

6 de maio de 2012

Iniciativa de exemplo

     A partir de junho desse ano, a revista Vogue vai proibir a aparição de modelos com menos de 16 anos ou com algum distúrbio alimentar nas suas publicações.
       A medida foi tomada pela editora Condé Nast, que deu o nome de "Iniciativa da Saúde" a essa decisão. Tudo em razão de a revista influenciar meninas e meninos de todas as idades a desejarem ter um corpo igual as modelos que aparecem na revista. 
    Não só a revista tomará esse novo conceito de "moda saudável", mas também os estilistas e bookers que também irão seguir essa restrição nas suas publicações na Vogue.
      A revista afirma que: "Seremos os embaixadores da mensagem de imagem de corpo saudável". E assim esperamos que com esse exemplo, os leitores de todas as idades não almejem mais à procura de um corpo magro e não saudável, acreditando ser perfeita esse tipo de beleza.
      Quem sabe outras revistas possam seguir a mesma restrição que a Vogue está tomando.
 

Vivendo um sonho

Vivendo um sonho


Se não posso ter você em meus braços
Não posso e nem quero te obrigar a seguir meus passos
Qual foi o erro que cometi ao te encontrar
Se você sabe, por favor venha me contar
Há muito tempo venho pensando sobre nossas sensações
Elas são muito mais que dois corações
Não sei te dizer nada sobre o distante passado
Só sei que em meu subconsciente ele está bem guardado
Não sei te explicar sobre o que senti desde o primeiro olhar
Mesmo antes de te ver eu sabia que minha vida ia mudar
Quando você disse que seu destino talvez não fosse ficar aqui
Perdi as forças, achei que não poderia resistir
Se não posso ter você em minha vida não quero ter mais ninguém
Nunca me senti tão feliz em ter alguém
Como é profundo o seu olhar, como suas palavras me mudaram
Como foi forte o seu impacto, tão rápido elas chegaram
Não deixe as decepções te impedirem de ser feliz
Viva rápido, arrisque tudo, ande por um triz
Como eu decidi te conhecer para minha vida tomar outro rumo
Nunca vou me arrepender, pois parei de tatear no escuro
Acordei para outro amanhecer em minha existência
Que outro caminho eu teria senão a decadência, você é a minha essência
Se não fosse você chegar
Se não fosse você me salvar


Eduardo Molinar

5 de maio de 2012

Baby,show me!

          Mais um sábado e com ele, mais um quadro. O quadro de hoje ''Baby, show me'' leva você a conhecer os bastidores dos programas, a escolha dos quadros e a rotina da galera do blog. Fique então, com o primeiro programa feito e que não foi postado no blog, anteriormente.
        Um ótimo sábado a todos. Beijos

Att.
Acadêmica ... Esquece, isso é muito formal! 
Talvez fique melhor assim: Maria Arianne Consuelo Henriques Fernandez Gonzales Arias Teixeira Alves Silva Nunes de Lima ou simplesmente...
Arianne TeLima =)

Noel Gallagher e seus pássaros

   Um primo meu me indicou o novo álbum do Noel Gallagher alguns meses atrás. Não tive muito tempo disponível e acabei esquecendo de ouvi-lo, e percebi que não ouvindo é que eu realmente perdi tempo. E, aproveitando os shows do ex-Oasis no Brasil, quero indicar o ótimo "Noel Gallagher's High Flying Birds", lançado em outubro de 2011.

   Acredito que muitas pessoas possam ouvir o álbum ainda pensando em Oasis, mas eu aconselho uma segunda olhada. É claro que o álbum lembra muito a banda dos irmãos Gallagher, mas a semelhança é devida à grande contribuição de Noel ao Oasis, principalmente nas composições e melodias. A diferença do Oasis para Noel se dá nos detalhes: o "High Flying Birds" é mais refinado. Enquanto Liam Gallagher era o lado mais rocker e urgente do Oasis, Noel se destacava por arranjos inteligentes e melodias trabalhadas.
   Gosto muito de Oasis e gostei bastante do trabalho de Noel. São músicas mais calmas, sem a voz rasgada de Liam e as guitarras nervosas, mas que me impressionaram pelas boas letras e pelos arranjos típicos do irmão do meio dos Gallagher. O primeiro single, "The Death of You and Me", e "Soldier Boys and Jesus Freaks" foram as minhas faixas preferidas até agora. Ah, vale destacar que "Noel Gallagher's High Flying Birds", em sua semana de estreia no Reino Unido, vendeu quase o dobro de discos que o Beady Eye de Liam quando este estreou, em fevereiro de 2011.
   Dá pra notar (como sempre!) a influência dos Beatles no álbum, de quem Noel e Liam são fãs (extremamente) assumidos. Alguns trechos me lembram "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", por exemplo. Abaixo, o clipe do primeiro single:
   E outra música que eu gostei muito, "If I Had a Gun...":
   Pra esse fim de semana, fica a dica de ouvir o Noel! É claro que não me considero crítica nem especialista em música; pelo contrário, conheço muito pouco. Mas quis compartilhar com vocês essa obra do Noel Gallagher, que merece ser vista. Espero que gostem, e até a próxima!

Bisous,
Laura.

4 de maio de 2012

Esboço da Natureza

         Olá leitores!
         Encontrei um vídeo superinteressante pelo fantástico mundo da internet. Trata-se de uma exposição de arte no Museu de Ciências Naturais, na Carolina do Norte- EUA. A amostra  exibe ''imagens'' em forma de pixels e sons para despertar nossas percepções da natureza. É possível sentir a energia natural em meio a tanta tecnologia. 

3 de maio de 2012

Leilão de "O Grito"

          Nesta quarta-feira (2), a obra " O grito" de Edvard Munch, tornou-se a pintura mais cara da história a ser vendida em um leilão, no valor de US$ 119,9 milhões. A Sotheby's, casa onde aconteceu o leilão em Nova York, conta que houve uma grande disputa até os últimos minutos pela obra.
        O Grito é uma pintura do norueguês Edvard Munch, datada de 1893. A obra representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial. O pano de fundo é  a doca de Oslofjord ( em Oslo) ao pôr do sol.
        A fonte de inspiração da pintura pode ser encontrada na vida pessoal do próprio pintor, pois sofreu com a educação de um pai controlador, e quando criança assistiu a morte da mãe e de uma irmã. Além disso, é considerado uma das obras mais importantes do movimento expressionista e adquiriu um estatuto de ícone cultural, junto com Mona Lisa de Leonardo da Vinci.

Paula Mattos

2 de maio de 2012

Que brasil deixaremos?

             É com essa imagem que introduzo minha postagem. Quando nos daremos conta de que o meio ambiente é parte de nossas vidas? Por que damos importância a tantos outros assuntos , sendo que este deveria ser o mais debatido? É essas e outras questões que me pergunto diariamente.

             Quando falamos em assuntos ambientais uma série de fatores deve ser levada em conta e a política vigente do país é a primeira delas. Não adianta a população ser consciente que deve separar o lixo se a prefeitura não disponibilizar o serviço de coleta seletiva. Não adianta tirar as sacolas plásticas de circulação no mercado, pois não teremos onde  colocar o nosso lixo. É claro que a educação ambiental é peça chave na luta para a preservação, mas faltam incentivos, sejam eles de ordem financeira, cultural ou social. O mesmo discurso se repete ano a ano, eleição a eleição, porém não vemos nenhuma solução aplicada a essa área. O povo critica a mídia massiva porque ela manipula o pensamento, a mídia critica o governo por não tomar decisões, mas eu pergunto quem se dá mal nessa história? NÓS. Sim, pois é o povo que é prejudicado, parece até que as pessoas tem vergonha de serem educadas e colocar o lixo somente na lixeira, parece de outro mundo economizarmos água, mas eu garanto pequenas ações podem sim amenizar as crises do planeta.
             Claro que sabemos que com a industrialização em ritmo frenético, e a globalização os problemas no nosso planeta só tendem a piorar, mas acredito que é possível preservarmos o que ainda existe, por exemplo a nossa Floresta Amazônica. Uma vasta área que a cada dia é reduzida pela ação de madeireiros, e outros exploradores, e nada é feito. Nós aqui estamos muito longe daquela realidade e temos pouquíssima informação sobre a situação dela, falta mais conhecimento da sociedade e faltam meios que noticiem o que está acontecendo por lá. Um país que tem tudo para prosperar, porque tem uma das mais ricas biodiversidades do mundo, Brasil tome uma atitude antes que seja tarde demais.

**Esclareço que o nosso blog não tem fins políticos, muito menos lucrativos, então não estamos perdendo ou ganhando nada, apenas comentamos e expomos as nossas visões de mundo. Não queremos levantar questões polêmicas e muito menos discutir ideologias, pois na verdade cada um pensa de forma singular e respeitamos todas as opiniões. Fique a vontade!

Kelem Duarte